Pular para o conteúdo principal

Postagens

Papa Bento XVI: “Não precisamos de um Estado que regule e domine tudo”

Postagens recentes

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A FAMÍLIA E O PAPEL DO “PAI” NA SOCIEDADE ATUAL

Hoje, entende-se por família um grupo de pessoas identificado não somente por laços sanguíneos, de parentesco, mas também por compromissos em comum, que vivam num mesmo lar. Não identificamos mais uma família somente como pai, mãe e filhos. A figura da Sagrada Família hoje precisa ser reinterpretada: Temos muitas crianças abandonadas pelo pai ou mãe, criadas pelos avós ou tios. Temos mães solteiras com a função também de pai, apesar de, na realidade, não poderem substituí-lo por completo. Temos também o caso do pai sem a presença da mãe, que deixam os filhos a encargo da avó ou da madrasta, no caso de reconstrução de vida matrimonial. E temos filhos adotivos de pais ou mães homo afetivos.  Mudanças culturais e sociais fazem surgir outros tipos de família na sociedade: a família formada por dois pais ou duas mães, pessoas que sentem a necessidade de expandir seu amor a quem precisa de amor. E não nos cabe o papel de julgadores. Cabe-nos o papel de amá-los.
Independente do perfil da famí…

SIGNIFICADO E SIMBOLISMO DE DOM BOSCO

A imagem de Dom Bosco ou "São João Bosco", embora pareça simples, tem muitos significados e revela muito da personalidade e da vida deste que é o "Padroeiro da Juventude, das crianças e dos adolescentes abandonados".

Dom Bosco tem uma peculiaridade rara que permite a representação exata de sua imagem e de sua fisionomia tal qual eram realmente no tempo em que ele era vivo. É que o corpo de Dom Bosco permaneceu incorrupto, ou seja, após a morte do santo, sem o uso de conservantes, seu corpo não apodreceu, não se corrompeu com tempo.

O fenômeno dos "Corpos Incorruptos" é algo extraordinário que só acontece na Igreja Católica. Existem cerca de 500 corpos incorruptos descobertos. São corpos de santos e beatos católicos. O de Dom Bosco é um deles. A igreja considera que a permanência dos corpos de santos e beatos sem entrarem em putrefação é um testemunho eloquente da santidade da pessoa, um atestado que o próprio Deus dá ao mundo, em defesa de seus santos. O fa…

A misteriosa história da ponte de Santo Ângelo em Roma

Fica em Roma uma das pontes mais bonitas do mundo: a ponte Élio, mais conhecida como Santo Ângelo ou ponte dos anjos. Ela foi construída pelo imperador Adriano, no ano 133, para ligar a parte esquerda do rio Tibre com o que seria seu mausoléu – uma ponte para o futuro “funeral imperial”. Com o tempo, o mausoléu foi transformado em um castelo, que, em diferentes épocas da história, serviu de refúgio ou prisão para alguns papas. Também ficou famoso pelo “Passeto di Borgo”, um caminho “secreto” ligado diretamente ao Vaticano e que, muitas vezes, foi rota de fuga para os papas que se sentiam em perigo. Durante muito tempo, a ponte foi utilizada pelos peregrinos para chegar até a Basílica de São Pedro. Por isso, a ponte ficou conhecida como ponte de São Pedro. Anos depois, o papa Gregório Magno deu seu atual sobrenome: Santo Ângelo. No ano 590 dC, Roma foi devastada pela peste e o papa chamou todo o povo para uma procissão, a fim de rezar pelo fim da terrível praga. Naquele momento, diz-s…

Quando somos sacerdotes, profetas e reis?

Precisamos entender bem quando dizemos que o povo de Deus é um povo de sacerdotes, profetas e reis.

Depois de tanto tempo na Igreja é normal observarmos alguns absurdos ensinados em movimentos, pastorais e até em homilias. Um erro gravíssimo que encontro é quando o palestrante ou pregador ensina aos fiéis presentes a noção que ser “Filho de Deus” é algo que impõe uma determinada posição de destaque, privilégio ou superioridade. É fato que muitas vezes esta impressão é passada para “elevar a estima” dos fiéis que tantas vezes está meio derrubada devida a tantos problemas, mas mesmo assim, na maioria das vezes o tiro sai pela culatra e as pessoas acabam acreditando que por serem “filhos e filhas de Deus”, elas tem alguma espécie de privilégio espiritual, ou acham que por serem “filhos e filhas”, Deus tem a obrigação de lhes dar o que precisam na hora que desejam…

A primeira coisa que devemos entender é que todo ser humano se torna filho ADOTIVO de Deus, quando passa a fazer parte do seu C…

Ser encontrado por Cristo

Por Felipe Marques – Fraternidade São Próspero


ANTES DE INICIAR esta reflexão, deixemos o papa Bento XVI auxiliar-nos com um trecho da introdução de sua carta encíclica “Deus caritas est”:


“Ao início do ser cristão, não há uma decisão ética ou uma grande ideia, mas o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte e, desta forma, o rumo decisivo.”

Pois bem, ser católico é – entre tantas coisas – ter-se encontrado com Cristo e, a partir desse encontro, lutar para mudar de vida, visto que a própria existência ganha um sentido. Ou melhor, muito mais do que um simples sentido, a vida ganha O Sentido único de todas as coisas. Diversas vezes somos levados a crer que encontramos a Deus devido aos nossos próprios esforços. Esse modo de pensar é perigoso, pois podemos cair no erro narrado no capítulo 11 do Livro do Gênesis (episódio da Torre de Babel) que narra como os cidadãos do mundo quiseram construir um caminho para o céu – onde imaginavam que Deus, literalmente…

Red. Sacramentum(resumo)

A Santa Sé, face aos ‘abusos,
inclusive gravíssimos’(nº 4),
emitiu em 25.03.2004 a Instrução “Redemptionis Sacramentum” sobre a Liturgia, da qual
destacamos(em resumo)os itens abaixo,
citando entre parênteses o
número do documento original
Normas Gerais: 1. A instrução emana do ofício da Igreja de zelar e cuidar da salvação das almas (nº 13). 2. Os abusos decorrem geralmente da ignorância a respeito do sentido profundo da Liturgia que vem da Tradição apostólica.(nº 9) ou de falso conceito de liberdade. Pois a liberdade não consiste em fazer o que se quer, quando isto fere o que é justo e digno. (nº 7). 3. O Mistério da Eucaristia é demasiado grande para ser tratado ao arbítrio pessoal de quem quer que seja, mesmo o sacerdote(nº 11). 4. A Santa Sé e o Santo Padre - através da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos - são a autoridade competente para disciplinar a Liturgia, em que se destaca a Eucaristia (nºs 15-17). 5. Os ritos litúrgicos não são formulações aleatórias, mas fun…