Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

As Bodas em Caná da Galiléia - Jesus Transforma Água em Vinho - O Primeiro Milagre


As Bodas em Caná da Galiléia, onde Jesus transformou a água em vinho, aconteceram três dias depois de Jesus ter recebido Felipe e Natanael como discípulos, logo após o seu batismo por João, nas águas do Jordão, na altura da região da Peréia. Do local do batismo de Jesus até Caná da Galiléia, levava três dias de caminhada. Caná, era uma aldeia situada cerca de sete quilômetros ao norte de Nazaré. Percorria-se o mesmo caminho que passava por Tiberíades e Cafarnaum. Quem vinha de Nazaré, encontrava do lado direito da estrada, antes de entrar no povoado, uma fonte muito grande, a mesma que sem dúvida, forneceu a água que foi transformada milagrosamente em vinho. Há naquela região, uma campina fértil e bem cultivada, com cercas vivas, formadas por espinhosos cactos que cercam e protegem os campos. Diversas vinhas produzem uvas que dão um excelente vinho tinto! Jesus Tranforma Água em Vinho nas Bodas em Caná da Galiléia.  Jesus nas Bodas de Caná da Galiléia Jesus andou cerca de 90 quilôme…

Pérolas aos porcos

NAS REDES SOCIAIS, vemos muitos católicos a desperdiçarem um tempo precioso de suas vidas debatendo com pessoas hostis à sua fé. Alguns poucos, bem preparados, até ganham os debates, mas o fato é que dificilmente convencem alguém. Outro problema é que via de regra se comportam com agressividade exagerada, conseguindo apenas aumentar o ódio gratuito. Pior é que a maior parte dos católicos, sem o devido preparo para minar o falatório desonesto de seus opositores, acaba ficando sem argumentos diante de meia dúzia de citações bíblicas (quando a controvérsia é com protestantes) ou pseudo-"verdades" científicas (quando se discute com ateus militantes): inadvertidamente, entregam aos seus inimigos toda a "munição" de que necessitam.
Sim, é duro ficar calado vendo nossa Igreja, nossa fé e valores mais sagrados sendo gratuita e injustamente atacados, profanados, caluniados. E temos mesmo que abrir a boca nas salas de aula, nos ambientes de trabalho, nas reuniões com amigos…

Não há outra maneira de o celebrar!

HÁ TODA AQUELA tendência moderna a que a religião seja considerada como uma questão de foro íntimo, subjetiva e que diga respeito somente às crenças internas de cada indivíduo, sem nenhum reflexo no mundo objetivo dos fatos empiricamente verificáveis. Sustentá-lo é um lugar-comum entre os que se consideram intelectuais e livre-pensadores, mas existe apenas um "pequeno" problema: o Cristianismo não se amolda a esta concepção religiosa de nenhuma maneira.
A Igreja é uma instituição histórica que nasce de fatos históricos: a Encarnação, Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, Deus e Homem Verdadeiro. No início do Cristianismo – a construção é de Bento XVI – não está uma grande ideia, nem uma grande descoberta, nem uma inspiração subjetiva profunda e nem nada do tipo: está uma Pessoa, a de Nosso Senhor – e, em particular, está o Seu Nascimento, celebrado em todo o mundo. O Cristianismo não é uma disposição de alma nem uma maneira abstrata de ver o mundo: o Cristianismo é u…

O Natal é uma festa cristã ou pagã?

COM A PROLIFERAÇÃO de seitas que se proclamam “cristãs” e se apresentam como únicas intérpretes autorizadas da Bíblia, as tradições mais sagradas do verdadeiro cristianismo vão sendo contestadas, e a desinformação levanta dúvidas mesmo entre fiéis católicos. Você já ouviu dizer, por exemplo, que “o Natal é uma festa pagã”? Ultimamente, sempre que chega o final de ano, somos afrontados com afirmativas deste tipo, de pessoas que atacam a celebração e a festa do Natal, classificando-a como “pagã”, “idólatra”, “mundana”, etc.

A única coisa de que precisamos para esclarecerdefinitivamente a questão é o desejo sincero de conhecer a verdade: conhecer os fatos antes de formar opinião já será suficiente. Vivemos tempos em que os católicos são acusados dos maiores absurdos sem que nos concedam, ao menos, o direito de defesa.

Certas teses paranoicas que circulam por aí, entretanto, já estão bem manjadas do público leigo minimamente esclarecido. Os códigos de barra usados no comércio, por exemplo,…

O dom da pureza

Pureza, pureza, pureza! exclamava Santa Maria Madalena de Pazzi às suas religiosas, todas as vezes que elas se preparavam para receber a santa comunhão. Pureza de corpo, pureza de alma, pureza de coração, para receber o Deus de toda pureza. Digo-lhes a mesma coisa, meus caros auditores: sede puros, se quiserdes receber o rei das almas puras; sede puros, se quiserdes abrigar em vosso coração o rei das virgens. Pureza, pureza; sem o quê, no lugar de vos tornardes santos, vós vos tornareis sacrílegos; no lugar de crescerdes na graça de Deus, incorrereis cada vez mais em vossa desgraça.
  Sabeis o que fazeis quando recebeis vosso Deus em um coração impuro, manchado pelo pecado mortal? Forçais Jesus a habitar com o demônio. Pois, quando tendes um pecado mortal na alma, o demônio aí reina como mestre. Aí ele está como sobre seu trono, de modo que recebendo Jesus nesse estado, forçais o doce Salvador a se colocar sob os pés do demônio, o relegais a um canto de vosso coração, como um estranho …

A Ordem Natural – contra o relativismo

A CULTURA MODERNA foi perdendo gradualmente o sentido da ordem à medida em que a Filosofia foi se desvinculando da realidade cotidiana para refugiar-se em um jogo mental (abstrato), sem contato com as coisas concretas. Como consequência desse processo histórico, o homem foi substituindo os dados naturais da experiência pelas construções da razão e da imaginação.

As negações modernas da ordem
Surgiram, assim, nos últimos dois séculos, diversas doutrinas, as vezes opostas entre si, mas cujo denominador comum consiste na negação de uma ordem natural. O materialismo positivista, orelativismo, o existencialismo, coincidem em negar a regularidade, a constância, a permanência da realidade; em particular, a existência de uma natureza humana e de uma ordem natural que sirvam de fundamento para as normas morais e para as relações sociais.

materialismo positivista sustenta que todo o universo, tanto físico como humano, é constituído por um único princípio, que é a matéria. Afirma que a matéria …

Antifonas Maiores do Advento

O IMENSO DESEJO pela vinda do Cristo, que caracteriza todo o Advento, se exprime na Liturgia com uma impaciência tanto maior quanto se aproxima do Santo Natal.
"O Senhor vem de longe" (Introito do 1º Domingo Advento). – "O Senhor virá" (Introito do 2º Domingo do Advento). – "O Senhor está próximo" (Intróito do 3º Domingo do Advento)... E esta gradação se acentua cada vez mais. 
Assim começam, no dia 17 de dezembro, as Antífonas Maiores, também chamadas de "Antífonas do Ó" por causa de sua inicial. São um apelo vibrante ao Messias cujas prerrogativas e títulos gloriosos nos declaram.

Die 17 Decembris

O Sapientia

quæ ex ore Altissimi prodisti,

attingens a fine usque ad finem,

fortiter suaviter disponens omnia:

Veni ad docendum nos viam prudentiae17 de dezembro

Ó Sabedoria

que saístes da boca do Altíssimo

atingindo de uma a outra extremidade

e tudo dispondo com força e suavidade:

Vinde ensinar-nos o caminho da prudência
Die 18 Decembris

O Adonai

et Dux domus Isr…

Camilianos arriscam suas vidas na luta contra o ebola

EM MEIO À EPIDEMIA de ebola na África ocidental, – com mais de 17 mil casos e 6 mil mortes, – voluntários continuam pondo em risco suas vidas para ajudar a combater a terrível doença. Entre eles estão os religiosos camilianos, em Serra Leoa. A ordem dos clérigos regulares ministros dos enfermos, ou simplesmente camilianos, foi fundada em 1590 pelo religiosoSão Camilo de Lellis, e é voltada à assistência espiritual e corporal dos doentes (saiba mais).
Em testemunho à agência Fides, o Padre Baby Ellickal, vigário da província da Índia, contou que quatro novos religiosos de sua equipe devem se juntar aos que já estão em Serra Leoa após um período de treinamento em Roma: “Nosso compromisso é particularmente focado em três áreas de intervenção: a reabertura do Hospital do Espírito Santo da Diocese de Makeni, (...) a assistência à força de trabalho diocesana (...) em matéria de mobilização social e prevenção em meio às comunidades locais, bem como o apoio humanitário às famílias e vilarejo…

O culto da Igreja primitiva

COMO SERIA O CULTO que os verdadeiros cristãos devem prestar a Deus? Com o crescimento de centenas de seitas ditas "cristãs" no Brasil, vemos a soberba de muitos que afirmam que o culto que eles prestam é o único verdadeiro, pois seria o mesmo culto que os primeiros cristãos tributavam a Deus, – tudo supostamente confirmado, como de costume, pela Bíblia Sagrada. – Será?

Seria verdadeiro o argumento dos que se intitulam, a si mesmos, "evangélicos"? Muitos dentre estes também afirmam que a Missa católica é uma "invenção" humana, que Deus não ouve nem aceita, e que, é claro (e só para não variar), não teria "base bíblica" . Alguns chegam ao extremo de dizer que se trata de um sacrifício paganizado.

Para descobrir a verdade dos fatos, analisemos brevemente, juntos, a História da Igreja, para descobrir que tipo de culto e quais ritos os primeiros cristãos prestavam a Deus. – Pelo testemunho bíblico, sabemos que a Igreja primitiva seguia a…

Fui estuprada e terei a criança. Conheça a história de Irmã Lucy Veturse, a freira que foi violentada na Bósnia pelos milicianos sérvios

Uma história comovente. Irmã Lucy Veturse, da Bósnia, foi estuprada e optou em não usar a violência contra o feto gerado no ato indesejado. Acompanhe o testemunho da freira que foi publicado na Revista Pergunte e Responderemos. Confira a carta da religiosa     Reverendíssima Madre Geral,     Eu sou Lucy Veturse, uma das Junioristas que foram violentadas pelos milicianos sérvios … acontecimento que atingiu a mim e às duas Irmãs Religiosas: Tatiana e Sendria.     Seja-me permitido não descer a certos particulares do fato. Há experiências tão tristes na vida que não podem ser comunicadas para ninguém a não ser àquele Bom Pastor a quem me consagrei no ano passado com os três votos religiosos.     O meu drama não é a humilhação padecida, como mulher, nem a ofensa insanável feita à minha escolha existencial e vocacional, mas é sobretudo a dificuldade de inscrever na minha fé um acontecimento que certamente faz parte do insondável e misterioso plano dAquele que eu continuarei a considerar sempre …