Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Arcebispo de Mossul, no exílio, alerta que nós seremos vítimas de perseguição em breve

Legendas em português

SOFRIMENTO EXTREMO se espalha pelas aldeias da Planície de Nínive: o abastecimento de água e de energia elétrica simplesmente foram suspensos para as famílias cristãs, por ordem do Estado Islâmico (ISIS ou ISIL1), situação que se torna crítica em função das altas temperaturas na região. Dom Emil Shimoun Nona, Arcebispo da Arquidiocese de Mossul (agora extinta pelo Estado Islâmico – veja aqui), está em Tall Kayf, povoado três quilômetros ao norte. Lá, a Igreja acolheu a todos os que fugiram por causa do avanço islâmico, não só cristãos, mas também muçulmanos xiitas. Abaixo, alguns dos apelos desesperados e alarmantes emitidos pelo Arcebispo:
"Os nossos sofrimentos são um prelúdio para pessoas como vocês, europeus e cristãos ocidentais! Entendam que vocês também sofrerão no futuro próximo!"
"Tentem nos entender: os seus princípios liberais e democráticos não valem nada para eles!"
"Vocês estão em perigo. Vocês devem tomar decisões fortes e co…

O menino que converteu centenas de pessoas com sua doença

© DR

Mateus ainda não havia completado seus 3 anos de idade quando foi surpreendido pela vida. Seus pais, Malena Canales e Armando Vázquez, nunca imaginaram a batalha que enfrentariam logo depois que, no último dia 18 de janeiro, enquanto brincavam em um parque, o menino lhes disse: "Estou com dor de barriga, vou vomitar".

Este mal-estar, ao parecer tão simples (sobretudo em um menino saudável), poucos dias depois se tornou um diagnóstico devastador: hepatoblastoma, um câncer que havia se apoderado praticamente de todo o seu fígado, com risco de propagar-se aos pulmões, razão pela qual a vida de Mateus estava por um fio.

A notícia afetou gravemente o casal; seu único filho tinha câncer, podia morrer, mas era preciso fazer alguma coisa. "Nós não éramos muito apegados à religião, mas, quando nos confirmaram o diagnóstico, decidimos nos colocar nas mãos de Deus e da Santíssima Virgem; pedimos que nos ajudassem a sair dessa, que nos acompanhassem no caminho e nos permitissem …

Um apelo dramático. Carta das Irmãs Dominicanas do Iraque

Estamos sendo perseguidos por causa da nossa religião. Nenhum de nós jamais pensou que iríamos viver em campos de refugiados por causa disso. É difícil acreditar que isso esteja acontecendo no século XXI. Assim escrevem asIrmãs Dominicanas de Santa Catarina de Siena em uma carta onde descrevem a situação dos cristãos refugiados no norte do Iraque. O texto foi publicado na página do Facebook, Help for the Iraqi Dominican Sisters, 23-08-2014. A tradução é de Claudia Sbardelotto. Eis a carta. 23 de agosto de 2014 Queridos, Continuamos a compartilhar com vocês a nossa luta diária, esperando que o nosso grito alcance o mundo. Somos como o cego de Jericó (Mc 10, 46-52), que não tinha outro modo de expressar-se, mas a sua voz, clamando a Jesus por misericórdia. Embora algumas pessoas tivessem ignorado sua voz, outras ouviram-na e lhe ajudaram. Contamos com as pessoas que irão ouvir! Entramos na terceira semana de desocupação. As coisas estão andando muito devagar em termos de fornecimento de …

NOVOS PEREGRINOS OU GIRÓVAGOS CULTURAIS?

Última Ceia

D. Armand Veilleux, OCSO
(Este artigo apareceu num número recente de
Monastic Studies [nº 16, Natal 1985], "Em Honra de Dom Jean Leclercq)
A "viagem" é um dos grandes arquétipos espirituais encontrados em todas as grandes religiões e culturas. Não é de se surpreender, pois, que os monges tenham com freqüência adotado o estilo de vida de peregrinos. Assim eram os munis da Índia pré-ariana, os rishis e os sannyasin do Hinduísmo, num período tão precoce quanto os primeiros Upanishads, os bikkus do Budismo e a ascética mais antiga do Cristianismo cuja vida está descrita nos Atos de Tomé e no Liber Graduum. Na tradição ocidental do Cristianismo, a mesma espiritualidade da peregrinação estava no centro da tradição do monaquismo celta e inspirou as aventuras missionárias de Agostinho na Inglaterra e de Bonifácio na Alemanha. Não se trata de uma prática universal contudo. No Oriente cristão, os primeiros monges egípcios, embora recebessem um fluxo grande e constante de v…

Tomás de Aquino e o Big Bang

Por William E. Carroll

A pergunta “De onde viemos?” pode ser respondida de diversas maneiras. Não as distinguir bem tem sido a causa de uma considerável confusão no discurso sobre as implicações teológicas da Cosmologia contemporânea. Os Mitos das Origens estão no centro de todas as culturas. Na Filosofia e na Cosmologia, as análises sobre esse tema proporcionam importantes esclarecimentos sobre as relações entre Ciência e Religião.

Certo dia, um garotinho perguntou à mãe de onde era que ele tinha vindo. A mãe, feliz por ter a chance de conversar sobre um assunto tão importante com o filho, começou com uma explicação elementar da biologia humana, fazendo até várias referências à Teoria da Evolução. Para não limitar a sua análise aos aspectos meramente físicos, falou de Deus como Criador de cada alma humana e como Origem de todas as coisas. Depois que a mãe acabou, o menino — que parecia estar um tanto confuso — explicou-lhe que havia perguntado isso porque um colega seu da classe tinha …

O Sacrifício da Santa Missa

A GRANDEZA DO SANTO SACRIFÍCIO DA MISSA


I. É Jesus Cristo a vítima oferecida na Santa Missa
O Concílio de Trento (Sess. 22) diz da Santa Missa: “Devemos reconhecer que nenhum outro ato pode ser praticado pelos fiéis que seja tão santo como a celebração deste imenso mistério”. O próprio Deus todo-poderoso não pode fazer que exista uma ação mais sublime e santa do que o santo sacrifício da Missa. Este sacrifício de nossos altares sobrepassa imensamente todos os sacrifícios do Antigo Testamento, pois não são mais bois e cordeiros que são sacrificados, mas é o próprio Filho de Deus que se oferece em sacrifício. “O judeu tinha o animal para o sacrifício, o cristão tem Cristo”, escreve o venerável Pedro de Clugny; “seu sacrifício é, pois, tanto mais precioso, quanto mais acima de todos os sacrifícios dos judeus está Jesus Cristo”. E acrescenta que, “para os servos (isto é, para os judeus, no Antigo Testamento), não convinham outros animais senão aqueles que eram destinados ao serviço do homem…