Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Que maravilhoso e belo é o Tempo do Advento!

"Ao celebrar anualmente a Liturgia de Advento, a Igreja atualiza esta espera do Messias: participando da longa preparação da Primeira Vinda do Salvador, os fiéis renovam o ardente desejo de sua Segunda Vinda." (CIC §524)
O TEMPO DO ADVENTO começa com as vésperas do domingo mais próximo ao 30 de novembro e termina antes das vésperas do Natal. Para os cristãos, é um tempo de preparação, de expectativa e alegria, em que os fiéis, esperando o Nascimento do Salvador do Mundo, vivem o arrependimento, com penitência (para nos tirar do nosso sonambulismo do pecado e fazer nascer em nós a verdadeira esperança) e promovem a fraternidade e a paz. A palavra advento, do latim Adventus, do verbo advenire, significa vinda, chegada, começo, início, princípio. Os dias que vão de 16 a 24 de dezembro (Novena de Natal) são para nos prepararmos mais especificamente para a grande Festa do Natal do Senhor.
Com o Advento, a Igreja inicia o novo Ano Litúrgico. Esse tempo litúrgico possui dupla cara…

FUNESTÍSSIMO “POR QUÊ”

D. — Diga-me, Padre; qual será o primeiro “por quê” de tantas confissões mal feitas?
M. — Os “por quês” podem ser diversos, mas o principal é sem dúvida “o medo”, ou seja a maldita vergonha pela qual o demônio fecha a boca de muitos, fazendo-os calar ou confessar mal certos pecados ou o número deles. Você sabe como é que o demônio age quando quer induzir alguém ao pecado? Cerca o infeliz de mil maneiras, vai-lhe sugerindo:  
“— Ora, cometa à vontade esse pecado... Afinal não é assim tão grave. Deus é bom... Ele não o quer castigar... Depois, com uma confissão Ele o perdoa e esta tudo acabado..."
E assim, batendo hoje, batendo amanhã, e sempre na mesma tecla, o demônio acaba triunfando, ou seja fazendo cometer e talvez até repetir os pecados. Depois, então, quando o coitado, roído pelo remorso, resolve confessar-se, o demônio muda de tática. Novamente trata de impedir que Deus tome conta dessa alma, dizendo: 
— “Como ousas confessar esse pecado? O confessor ficará surpreendido, há de …

Conheça um pouco da história do Padre Ibiapina

“No centro da caridade coloquei a minha existência.”



Nasceu Ibiapina na fazenda Morro do Jaibara, em Sobral, no estado do Ceará, no dia 05 de agosto de 1806. Recebeu, no batismo, o nome de José Antonio Pereira IBIAPINA. Foi o terceiro filho de um casal pobre, o senhor FRANCISCO MIGUEL PEREIRA e dona TERESA DE JESUS.
Matriculou-se no curso jurídico, formando-se na 1a turma de Olinda em 1832. No ano seguinte foi nomeado Juiz de Direito e chefe de polícia em Quixeramobim, no Ceará.
Após sua atuação como magistrado, foi eleito deputado, o mais votado à assembléia da nação, na legislatura de 1834-1837; defendeu, no parlamento, a causa dos pobres e dos explorados.
Deixando a carreira política, dedicou-se à advocacia, revelando-se um brilhante advogado, patrocinando, sobretudo, as causas mais difíceis de pessoas desamparadas.
Ibiapina, no entanto, só chegou a abraçar a sua verdadeira vocação quando completou 47 anos de idade, ao ordenar-se sacerdote, no dia 26 de julho de 1853. Como padre, trocou…

Os Anjos de Deus

ADICIONANDO-SE A PALAVRA “anjos” a um buscador da Internet, incrível é a quantidade de informação que aparece; são muitas páginas contaminadas pela doutrina new age. Ainda mais curiosa é a busca por imagens de anjos: encontramos seres "fofinhos", bebezinhos gorduchos, garotinhos meio afeminados com asinhas coloridas saindo pelas costas... Muitos artigos sobre os anjos estão, sem dúvida, deformados por uma certa cultura esotérica pseudo-mística. Entre outros absurdos, é possível até encontrar um anjo específico para cada dia da semana(!).

Comecemos, então, dizendo o que os anjos de Deus não são: não são "reencarnações"; não são homens ou mulheres alados; não são "lugares" nos quais se sente a Presença do Criador; não são como gnomos ou duendes; não são uma espécie de "energia" nem tampouco algum tipo de fumaça branca.

Apesar de tudo, é preciso dizer que também se pode encontrar informação confiável na rede. Um dos artigos de valor qu…

Noé e a Justiça Divina

A relação de afinidade que temos com os vivos é diferente do que Deus tem com os Homens. Deus é misericordioso, mas sumamente Justo. Terrível será aquele dia em que seremos julgados por Deus.
No início da criação, Deus deu longevidade para os homens e estes viviam na terra por longos anos.
No livro do Gênesis, consta que Adão e Eva tiveram muitos filhos. Depois que Caim, por inveja, matou seu irmão Abel, o próprio Deus castigou Caim que acabou fugindo da presença de Deus.“Caim retirou-se da presença do Senhor, e foi habitar na região de Nod, ao oriente do Éden.”(Gênesis 4, 16)
Depois de algum tempo, Caim conheceu sua mulher e teve filhos e ainda construiu uma cidade (Gênesis 4, 17). Um dos descendentes de Caim, chamado Lamec tomou duas mulheres, e ele disse a suas mulheres: Por uma ferida matei um homem, e por uma contusão um menino. Já trabalhavam com cobre e ferro. (Gênesis 4, 19-23)
Diz uma vidente que: “A cidade foi construída de pedras e o povo se entregava a seus horrores e desorden…

Pais são presos por não aceitarem "ideologia de gênero"

O casal Eugen e Luise Martens pode perder a liberdade porque sua filha se negou a participar das aulas obrigatórias de “educação sexual”


O QUE ESTÁ ACONTECENDO com o mundo? Satanás está solto e furioso? Os sinais dos últimos tempos realmente parecem mais do que claros. Vemos igrejas, símbolos religiosos e a própria Eucaristia sendo profanados de maneiras como nunca antes. Cristãos são perseguidos, flagelados, crucificados, mortos.

O socialismo, antes abertamente condenado pela Igreja (e nas aparições reconhecidas de Nossa Senhora), e que muitos consideram um mal debelado, agora se manifesta sob a sua forma mais tenebrosa: a cultura marxista, que parece tomar conta do mundo inteiro, com sua bandeira de ódio a Cristo, à família e a toda moralidade cristã erguida cada vez mais alto. Trema diante do caso desta família, lançada na cadeia por não querer que suas crianças sejam doutrinadas pelo Estado na ideologia de gênero, que sustenta que não existem diferenças reais entre os sexos, que se…

Ano Litúrgico 2015

Ano Litúrgico 2015
– O ano litúrgico é o conjunto das celebrações com que a Igreja celebra anualmente o mistério de Cristo.
– O ano litúrgico, também chamado de ‘Ano da Igreja’, difere do ano civil, ou seja, não obedece aquela ordem cronológica de doze meses, e trezentos e sessenta e cinco dias.
– Dentro do ano litúrgico, a Igreja, sabiamente distribui o tempo em diversos períodos, enfatizando assim, alguns aspectos peculiares do Mistério Salvífico.
– Os tempos referentes ao Ano litúrgico são:
Advento, Natal, Comum, Quaresma e Páscoa.
Tempo do Advento
– Tempo de preparação para as solenidades do Natal, onde se celebra a primeira vinda do Filho de Deus no meio dos homens; e se recorda a esperança da Segunda vinda de Cristo.
– O advento, muito mais que um tempo de penitência, é um tempo de esperança e preparação.
Tempo do Natal
– Neste período, a Igreja celebra a festa do nascimento do Senhor e de suas primeiras manifestações ao mundo.
– O tempo do Natal se estende desde o dia …

Excelências da Santa Missa (VIII) – Pela Santa Missa agradecemos dignamente a Deus todos os benefícios

Por S. Leonardo de Porto-Maurício, da Ordem dos Frades Menores

A TERCEIRA DÍVIDA ou obrigação é a do reconhecimento pelos benefícios de que nos cumulou carinhosamente nosso DEUS. Computai todos os favores que dele tendes recebido, os bens da natureza e da Graça, o corpo, a alma, os sentidos, as faculdades, a saúde, a vida... A própria Vida, enfim, de seu Filho JESUS, e a Morte que por nós sofreu, elevam além de qualquer medida a divida de gratidão que temos para com DEUS. Como poderemos agradecer-Lhe suficientemente?

Se, duma parte, a lei da gratidão é observada mesmo pelos animais selvagens, que às vezes mudam sua ferocidade em afeição àqueles que lhe fazem bem (como quando recebem alimento ou um afago carinhoso), quanto mais deverá ser ela observada entre os homens, dotados de razão e tão prodigiosamente favorecidos pela liberalidade de DEUS! Doutra parte, porém, nossa miséria é tão grande que não temos sequer o meio de satisfazer pelos menores benefícios recebidos de DE…

Sobre o matrimônio cristão

O casamento é um grande sacramento, eu digo, em Jesus Cristo e na sua Igreja, é honroso para todos, em todos, e em tudo, isto é, em todas as suas partes. Para todos: porque as próprias virgens o devem honrar com humildade. Em todos: porque é tão santo entre os pobres como é entre os ricos. Em tudo: porque a sua origem, o seu fim, as suas vantagens, a sua forma e matéria são santas. É o viveiro do Cristianismo, que enche a terra de fiéis, para tornar completo no Céu o número dos eleitos: de sorte que a conservação do bem do casamento é sobremaneira útil para a República; porque é a raiz e o manancial de todos os seus arroios. Prouvera a Deus que o seu Filho muito amado fosse chamado para todas as bodas como o foi para a de Caná; nunca faltaria lá o vinho das consolações e das bençãos; porque se não as há senão um pouco ao princípio, é porque, em vez de Nosso Senhor, se fez vir a elas Adônis e, em lugar de Noss Senhora, se faz vir a Vênus. Quem quer ter cordeirinhos bonitos e malhados, …