Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

A Assunção da Santíssima Virgem

POR MAIS QUE REFLETÍSSEMOS, por mais que nos esforçássemos e exercitássemos a imaginação, jamais seríamos capazes de conceber uma glória maior do que a que recebeu a santíssima Virgem Maria, – que foi escolhida para ser a mãe de Jesus, isto é, ser mãe do Filho de Deus e, portanto, Mãe de Deus.
Entenda-se que Maria Mãe de Deus não é uma doutrina meramente humana, “inventada” pela Igreja muitos séculos após os eventos narrados nos Evangelhos, como imaginam alguns. Se cremos nas Sagradas Escrituras, precisamos aceitar que foi Deus mesmo Quem deu este título à Virgem de Nazaré, quando o Espírito Santo, pela boca de Isabel, a saudou chamando-a “mãe do meu Senhor” (Lc 1,39-45), – sendo que o título “Senhor”, aqui, inegavelmente quer dizer Deus, como em todo o contexto bíblico. – Quando chamamos Maria Mãe de Deus, é isto o que confessamos: do ventre virginal de Maria veio Deus, Nosso Senhor, ao mundo. Por isso é que Maria é Nossa Senhora e nossa Mãe do Céu. Também por isso quis Deus lhe con…

São Filipe Neri, o apóstolo da santa alegria

NO DIA 21 DE JULHO do ano do Se 2015 celebramos o quinto centenário de nascimento de um dos santos mais marcantes da história da Igreja: o grande São Filipe Neri, nascido a 21 de junho de 1515.
Os santos são modelos para nós. Pelo modelo de suas vidas, nos ensinam de modo concreto como servir a Deus e praticar a virtude. Que lição especial nos dá Filipe Neri? Esse amável Santo italiano nos ensina a “servir o Senhor com alegria” (Salmo 99,2). Por seu caráter jovial, foi chamado “santo da alegria” ou “o jogral de Deus”. Ele é o padroeiro da santa alegria. Assim, pode ser um poderoso intercessor quando estivermos acabrunhados com o peso da vida ou em nossos períodos de tristeza ou depressão, infelizmente tão frequentes nos dias difíceis que vivemos.
Filippo Romolo Neri, segundo filho de Francisco Neri e Lucrecia da Mosciano, nasceu na bela cidade de Florença, Toscana, Itália. O casal tinha já uma filha, Catarina, nascida dois anos antes, e teria, três anos depois, Elizabetta (ou Isabel)…

A mística no contexto cristão

A PALAVRA “MÍSTICA” provém do grego MISTIKOS (lê-se 'mistikós'), e se refere ao conhecimento direto e experimental de DEUS em seus Mistérios. Tomada num sentido mais amplo, a mística pode designar realidades ocultas, secretas, misteriosas. Neste sentido, note-se que a raiz da palavra "Mística", no grego, é a mesma da palavra "Mistério".
No contexto da vida cristã, mística tem basicamente três significados:
1. Quer dizer, antes de tudo, aquilo que se refere a celebração dos Mistérios cristãos. Os Padres da Igreja utilizaram com muita frequência essa palavra na Liturgia, de modo que, para eles, místico é aquilo que tem relação com os santos Mistérios, e eles o aplicaram sobretudo para expressar a transformação operada nos cristãos através dos Sacramentos;
2. Quer dizer algo que é simbólico ou o que é simbolizado. Ou algo que é expresso através de símbolos. No que diz respeito ao culto, pode-se usar a expressão mística por dois motivos: porque se refere aos Mis…

O grandioso milagre de Calanda

VITTORIO MESSORI, conhecido escritor, jornalista e historiador italiano, publicou em 1998 um dos estudos mais completos sobre um fato absolutamente inexplicável para a medicina e para a ciência, ocorrido no vilarejo de Calanda (Espanha) no ano 1640.
Jean Martini Charcot, famoso líder do positivismo religioso do século XIX, disse certa vez: “Ao consultar o catálogo de curas chamadas milagrosas, nunca se pôde comprovar que a fé tenha feito reaparecer um membro amputado”. Pois foi exatamente isso o que aconteceu em Calanda: uma perna amputada foi reimplantada miraculosamente ao corpo de um ser humano, sem nenhuma intervenção médica. Mais do que isso, essa perna foi reintegrada depois de mais de dois anos enterrada(!). Este acontecimento mais do que extraordinário foi estudado exaustivamente, sob todo o rigor científico, e os resultados publicados por Messori em sua obra “Il Miracolo” (O Milagre).

O milagre
Em 3 de agosto de 1637, o jovem empregado agrícola Miguel Juan Pellicer, nascido e…

O grandioso milagre de Calanda

VITTORIO MESSORI, conhecido escritor, jornalista e historiador italiano, publicou em 1998 um dos estudos mais completos sobre um fato absolutamente inexplicável para a medicina e para a ciência, ocorrido no vilarejo de Calanda (Espanha) no ano 1640.
Jean Martini Charcot, famoso líder do positivismo religioso do século XIX, disse certa vez: “Ao consultar o catálogo de curas chamadas milagrosas, nunca se pôde comprovar que a fé tenha feito reaparecer um membro amputado”. Pois foi exatamente isso o que aconteceu em Calanda: uma perna amputada foi reimplantada miraculosamente ao corpo de um ser humano, sem nenhuma intervenção médica. Mais do que isso, essa perna foi reintegrada depois de mais de dois anos enterrada(!). Este acontecimento mais do que extraordinário foi estudado exaustivamente, sob todo o rigor científico, e os resultados publicados por Messori em sua obra “Il Miracolo” (O Milagre).

O milagre
Em 3 de agosto de 1637, o jovem empregado agrícola Miguel Juan Pellicer, nascido e…

Amor-caridade: o vínculo da perfeição cristã

“É este o meu mandamento: que vos ameis uns aos outros, como Eu vos amei” (Jo 15,12)
O CATECISMO DA IGREJA Católica (CIC) diz, entre outras coisas, que “a caridade é a virtude pela qual amamos a Deus sobre todas as coisas por Ele mesmo, e ao próximo como a nós mesmos, por amor de Deus” (§1822). É uma belíssima e própria definição, além de bastante completa.
Antes de tudo, é preciso definir o que significa a caridade no contexto genuinamente cristão. Esta caridade, da qual pretendemos tratar aqui, é a mesma coisa que Amor, – grafado assim, com inicial maiúscula, porque designa a forma mais alta de amor, justamente o Amor/caridade, – Amor com o qual o próprio Deus é identificado nas Sagradas Escrituras, como veremos mais adiante.
Ocorre, porém, que ao vocábulo "amor" se atribuem múltiplos significados na língua portuguesa. – Diga-se de passagem, é esta uma das palavras mais “maltratadas” de nossa língua pátria, usada muitas vezes para dizer daquilo que o Amor não é, e às vezes …